Depois do roubo de cerca de 15 milhões de dólares em ouro e outras mercadorias no aeroporto de Toronto, as autoridades canadianas ainda não realizaram qualquer detenção e parecem não ter qualquer suspeito.

A polícia canadiana revelou esta quinta-feira que um contentor armazenado numa área do aeroporto de Toronto desapareceu na segunda-feira com uma carga avaliada em 15 milhões de dólares.

Esta força policial não quis detalhar o conteúdo do contentor nem a sua origem ou destino e limitou-se a indicar que transportava ouro e outras mercadorias de elevado valor.

No dia 21 de abril, os meios de comunicação social canadianos divulgaram que a empresa Air Canada, a mais importante do país, era a responsável pelo misterioso contentor no momento do roubo, embora a companhia aérea se tenha recusado a confirmar esta informação.

O Aeroporto Pearson de Toronto emitiu um comunicado revelando que tem informações sobre o roubo, mas que os ladrões “obtiveram acesso à área pública de um depósito que foi alugado” para outra empresa.

“Isso não implica acesso ao Aeroporto Pearson de Toronto e não representa uma ameaça para passageiros ou funcionários”, acrescentou fonte desta infraestrutura.

A polícia também se recusou a dizer se o roubo foi realizado por profissionais ou se o conteúdo do contentor ainda está no país.

Não é a primeira vez que grandes quantidades de ouro são roubadas de um aeroporto canadiano.

Em 1974, um carregamento de barras de ouro avaliado em 700.000 dólares foi roubado do aeroporto de Otava.

O roubo foi realizado por um grupo canadiano de ladrões de bancos chamado “Stopwatch Gang”.

 

Com Lusa

Foto: Pexels/Pixabay

Please follow and like us:
error22
fb-share-icon52
Tweet 26
fb-share-icon20