Por Ema Dantas

O Dia Internacional das Mulheres é celebrado, anualmente, no dia 8 de Março.

A ideia de uma comemoração anual surgiu depois de um Dia das Mulheres, organizado em Nova York, no dia 20 de Fevereiro em 1909, que na realidade foi uma manifestação pela igualdade e direitos civis e em favor do voto feminino.

Mesmo 21 anos antes da existência da lei em Portugal para as mulheres puderem votar, Carolina Beatriz Ângelo, médica, republicana e sufragista, foi a primeira mulher a votar em Portugal, nas eleições realizadas para a Assembleia Nacional Constituinte, em 1911.  Ela fe -lo, valendo-se de uma “lacuna” na lei, que concedia o direito ao voto aos portugueses com mais de 21 anos que fossem chefes de família e soubessem ler. A Dra. Ângelo sendo médica e viúva, foi autorizada a participar nas eleições.

Após mais de uma centena de anos, o dia continua a ser celebrado, para ainda lutar pela igualdade e direitos civis das mulheres mundialmente. Não só para ter o direito de votar.

Este ano o tema do dia Internacional de Mulheres foi acerca da igualdade de género.

As mulheres continuam a não ter ou pelo menos a não usufruir dos mesmos direitos que os homens. E é obvio que nós mulheres que vivemos no Canada ou em Portugal temos mais direitos que as mulheres por exemplo que vivem na Arabia Saudita, na Turquia ou no Afeganistão.

Mas o Banco Mundial em 2019 divulgou um estudo feito ao longo de 10 anos, em 187 países e concluiu que as mulheres de todo o mundo possuem só 75% dos direitos legais concedidos aos homens relativos a suas vidas profissionais.

No Afeganistão por exemplo, as mulheres continuam a sofrer com medidas impostas pelo Talibã que restringem seus direitos de acesso à educação, à vida social e ao trabalho. As mulheres são proibidas de viajar sozinhas. Quando uma mulher afegã deseja viajar uma longa distância por estrada, ela tem que providenciar um acompanhante masculino para acompanhá-la.

Na Turquia, as Nações Unidas em Julho de 2022, notaram que uma em cada quatro mulheres já foi vítima de violência física ou sexual por parte de seus parceiros.

Eu poderia escrever páginas ainda sobre a falta de igualdade mundialmente entre as mulheres e homens. Igualdade até não existente em coisas bem simples, como roupa e calçado para mulheres alpinistas como eu; pois temos que usar botas de homens e fatos de pumas para escalar o Evereste, porque não há fatos nem botas para mulheres.

Por isso teremos de continuar a celebrar o dia Internacional das Mulheres, para continuar a chamar a atenção que ainda não temos igualdade completa.

Please follow and like us:
error22
fb-share-icon52
Tweet 26
fb-share-icon20