A Câmara Municipal de Toronto cancelou o programa piloto que permitia a criação de galinhas nos quintais dos residentes da cidade alegando a gripe aviária “altamente patogénica”.

Um relatório anunciado esta semana recomenda que o “programa piloto de criação de galinhas de quintal ‘UrbanHensTO’ seja cancelado, que a consideração de uma nova extensão, expansão ou de tornar o programa permanente, seja pausado indefinidamente”.

O programa foi lançado em 2018, permitindo que os residentes em alguma área da cidade tenham de uma a quatro galinhas para recolherem os seus ovos e por outros motivos.

De recordar que há um ano atrás, as autoridades municipais recomendaram que este programa piloto fosse definitivo após terem sido apenas apresentadas quatro queixas num universo de 202 famílias que aderiram ao projeto, localizadas em bairros como Parkdale e High Park, Davenport, Spadina Fort York e University – Rosedale.

No entanto, o programa foi estendido por mais um ano, com o intuito de se estudar melhor as preocupações devido à gripe aviária, juntamente com as despesas deste programa.

Nesse período, a gripe aviária alastrou-se e foram confirmados 1.751 casos positivo em todo o país, com duas quintas em Brampton e Caledon, no sul do Ontário, a confirmarem vários casos.

Como resultado do risco de transmissão de doenças, as autoridades municipais encerraram os planos de galinheiros nos quintais.

 

Foto: Pexels/Oleksandr Pidvalnyi

Please follow and like us:
error22
fb-share-icon52
Tweet 26
fb-share-icon20