A polícia do estado do Texas, no sul dos Estados Unidos, continua à procura do suspeito de ter matado a tiro cinco vizinhos após um deles se ter queixado do barulho, na noite de sexta-feira.

O xerife do condado de San Jacinto, a cerca de 72 quilómetros a nordeste da capital do estado, Houston, disse que o perímetro da caça ao homem foi ampliado de 12 para 50 quilómetros quadrados.

“Agora ele pode estar em qualquer lugar”, admitiu Greg Capers, numa conferência de imprensa.

Inicialmente, as autoridades pensaram que tinham encurralado o suspeito numa área arborizada perto do local do tiroteio. Mas, após intensas buscas, encontraram o telemóvel cujo sinal tinham localizado, bem como várias peças de roupa.

Capers explicou que os cães da polícia seguiram o suspeito durante algum tempo, mas que lhe perderam o rasto junto a um rio.

O autor do tiroteio foi identificado como Francisco Oropeza, 38 anos, de nacionalidade mexicana. As autoridades do Texas ofereceram uma recompensa de até cinco milhões de dólares (4,5 milhões de euros) para qualquer pessoa que tenha informações que levem à sua detenção.

O suspeito era conhecido na vizinhança porque gostava de disparar armas no jardim da sua casa e a polícia já tinha sido chamada a intervir algumas vezes, disse Greg Capers.

Na noite de sexta-feira, o homem estava novamente a disparar quando foi abordado por um vizinho que lhe pediu que parasse porque já era tarde e estavam a tentar adormecer um bebé.

O suspeito respondeu invadindo a casa dos vizinhos, onde viviam dez pessoas naturais das Honduras, e matando cinco delas, incluindo uma criança de 8 anos, como se fosse uma “execução”, descreveu Capers.

Quatro pessoas foram declaradas mortas no local do tiroteio e a criança morreu já no hospital.

Duas das três mulheres mortas estavam no quarto da casa e os seus corpos estavam em cima de duas das três crianças que sobreviveram, numa aparente tentativa de as proteger das balas, referiu a polícia.

De acordo com o Gun Violence Archive (GVA), um projeto sem fins lucrativos que regista eventos de violência armada nos Estados Unidos, houve 176 tiroteios em massa desde o início de 2023

O GVA define um tiroteio em massa como aquele que termina com quatro vítimas, mortas ou feridas, não incluindo o autor do ataque.

O Texas enfrentou vários tiroteios em massa nos últimos anos, incluindo o ataque do ano passado numa escola em Uvalde, que vitimou 19 alunos e dois professores.

Os líderes republicanos do Texas têm rejeitado repetidamente os apelos a novas restrições ao porte e uso de armas de fogo, inclusive este ano, em protestos liderados por várias famílias cujos filhos foram mortos em Uvalde.

Lusa

Foto: Pexels/ Maurício Mascaro

Please follow and like us:
error22
fb-share-icon52
Tweet 26
fb-share-icon20