O Sporting venceu hoje em casa o Famalicão por 2-1, no fecho da 30.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, e segue em perseguição do sonho de ainda chegar ao terceiro lugar.

O japonês Hidemasa Morita adiantou os ‘leões’ aos 18 minutos e o lateral direito Ricardo Esgaio fez o seu primeiro golo pelo clube que o formou, ao 123.º encontro oficial, aos 60, dando uma liderança sólida à equipa da casa.

Um autogolo do uruguaio Coates, aos 69 minutos, lançou a incerteza no marcado e deu ‘moral’ aos comandados de João Pedro Sousa, que mexeu na equipa e ganhou embalagem, sem que tenha conseguido chegar ao empate.

Já sem hipóteses matemáticas de ser campeão, o que a vitória do líder Benfica sobre o Gil Vicente (2-0) no sábado confirmou, os ‘leões’ entraram em campo prosseguindo o ‘sonho’ de ainda chegarem ao terceiro lugar, de acesso à Liga dos Campeões, ficando hoje garantido o quarto lugar, com os 14 pontos de vantagem para o Arouca.

A equipa de Rúben Amorim soma agora 64 pontos, recolocando-se a sete pontos do Sporting de Braga, terceiro, quando faltam disputar 12 pontos até final, com ambas as equipas a defrontarem o líder Benfica.

Já o Famalicão, caiu para sétimo, depois da vitória do Vitória de Guimarães no sábado em casa do Marítimo (2-1), e ficou agora a dois pontos do lugar que pode dar apuramento para a Liga Conferência Europa.

Antes, o FC Porto sofreu mas venceu em casa o Boavista no dérbi da ‘Invicta’, graças a um tento solitário do iraniano Taremi (59 minutos), na conversão de uma grande penalidade, em jogo em que o espanhol Marcano foi expulso aos 66 e abriu caminho à reação ‘axadrezada’, em última análise infrutífera.

Apesar do sofrimento, a equipa às ordens de Sérgio Conceição conseguiu cumprir a missão a que se propunha, recolocando-se no segundo lugar, que tinha sido provisoriamente ocupado pelo Sporting de Braga após golear o Portimonense (4-1) no sábado.

Segue, ainda, a quatro pontos do líder Benfica, que ainda defronta Braga e Sporting até final, após os ‘encarnados’ vencerem em casa do Gil Vicente (2-0), na véspera.

Do lado dos ‘axadrezados’, o desaire põe fim a uma série de três jogos sem perder em que seguiam, caindo para o 12.º posto, com 37 pontos, após a vitória a abrir a jornada do Rio Ave ante o Arouca (1-0).

No primeiro jogo do dia, o Santa Clara deu mais um passo rumo à II Liga, ao ser derrotado por claros 3-0 em casa do Estoril Praia, primeira equipa em zona de manutenção e já a 12 pontos, quando faltam quatro rondas para o final – no máximo, pode chegar ao play-off, algo que, ainda assim, se afigura muito improvável.

Os golos de Alejandro Marqués, aos 17 minutos, Carlos Eduardo, de penálti, aos 34, e Rodrigo Martins, aos 89, sentenciaram um triunfo que, para a equipa da casa, significa chegar aos 28 pontos, mais seis do que o Marítimo, em 16.º, posição de play-off de descida.

O lanterna-vermelha tem apenas 16 pontos, somou hoje a nona derrota nos últimos 10 jogos (no último, empatou), e está a seis dos madeirenses, parecendo cada vez mais certa a descida de divisão.

Até final do campeonato, os açorianos têm de visitar o Sporting de Braga e o Benfica, recebendo, pelo meio, Gil Vicente e Portimonense.

 

Lusa

Foto: Pexels/Mike

Please follow and like us:
error22
fb-share-icon52
Tweet 26
fb-share-icon20